Perguntas frequentes

    • Diferentemente da incubação de empresas, a incubação de projetos trata a solução de problemas tecnológicos específicos, com o apoio de pesquisadores e meios laboratoriais demandados no seu desenvolvimento. O apoio se dá na esfera tecnológica e não na gestão da empresa e se destina a quaisquer empresas, nascentes ou já estabelecidas no mercado.

    • São admitidos os projetos tecnológicos que demandam o conhecimento e a competência do Inmetro, especialmente nas áreas de: Acústica, Vibração e Ultrassom; Biotecnologia, Bioengenharia, Biologia Estrutural, Ciência Forense; Dinâmica de Fluidos; Elétrica; Fármacos; Materiais; Mecânica; Óptica; Química e Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

    • O Inmetro possui mais de 50 laboratórios que realizam testes, ensaios e calibrações, além de produzir materiais de referência. Nesses laboratórios, trabalham cerca de 200 doutores e 300 mestres. Conforme acordado entre as partes, é possível que tanto as instalações laboratoriais quanto a mão de obra especializada da instituição auxiliem na resolução de problemas tecnológicos específicos. Além disso, a incubadora oferece espaço físico adequado ao desenvolvimento dos projetos, sala de videoconferência com equipamentos de ponta, sala de reunião e de treinamento para equipes das empresas incubadas.

    • Cada modalidade de incubação possui um período específico, conforme tabela abaixo.

      Modalidade Prazo máximo Prorrogação máxima
      Pesquisa e/ou desenvolvimento tecnológico sob demanda da empresa 24 meses 12 meses
      Projetos de Empreendimentos para o Parque Tecnológico do Inmetro 12 meses 6 meses
      Aplicação e exploração de tecnologias Inmetro 24 meses 12 meses
      Apoio ao Inventor Independente 24 meses 12 meses

      Informações adicionais sobre as modalidades de incubação podem ser obtidas no Chamamento Público para Incubação.

    • A seleção se dá em atendimento ao Edital do Inmetro: análise da proposta de projeto; análise da viabilidade de apoio técnico, em conjunto com as áreas técnicas do Instituto. Os critérios classificatórios na análise das propostas são: viabilidade técnica para a parceria entre a Empresa e o Inmetro; propósito de inovação tecnológica; interesse social e econômico; capacidade financeira da empresa de sustentar o período de incubação e as atividades que lhe cabem durante a execução do projeto; e interesse de implantação de negócio no Parque Tecnológico, quando houver.

    • Na proposta de incubação, deverá ser identificado o proponente, a descrição do projeto tecnológico a ser desenvolvido, o pretendido apoio técnico do Inmetro, o problema tecnológico a ser focado, os recursos financeiros e humanos, além de outras informações de livre disposição, de interesse à caracterização do projeto e da cooperação técnica para a sua consecução.

    • Sim. A incubada recolherá ao Inmetro, mensalmente, R$20,00, reajustados anualmente pelo IGP-M, por m² de espaço que ocupar na Incubadora. Esse valor cobrirá, ainda, os serviços de recepção, manutenção e limpeza das áreas comuns internas e externas, limpeza individual dos módulos utilizados pelas empresas incubadas, telefonia interna (ramal), fax, segurança, utilização da sala de videoconferência e de reuniões, internet, estacionamento e acesso à Biblioteca do Inmetro. Trimestralmente, o Inmetro cobrará, também, a remuneração devida à dedicação dos pesquisadores ao projeto, nos termos estabelecidos no edital.

    • A Incubadora está localizada no Campus do Inmetro, Avenida Nossa Senhora das Graças, nº 50, Prédio 32, em Xerém/Duque de Caxias, que fica a 40 km do Centro do Rio de Janeiro, a 38 km do Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão), a 45 km do Aeroporto Santos Dumont e a 20 km de Petrópolis. A localização da Incubadora é estratégica, pois está a 10 km do Arco Metropolitano do Rio de Janeiro, que liga o pólo siderúrgico da Zona Oeste do Rio de Janeiro ao Porto de Itaguaí e interliga as saídas rodoviárias para sete estados brasileiros.

    • Sim. O Inmetro está sempre disponível a firmar parcerias com terceiros interessados, seja para incubação de um projeto tecnológico, seja para projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

    • O Inmetro mantém chamamento público para licenciar tecnologias, transferir conhecimento ou prestar assistência técnica para solução de gaps tecnológicas nas áreas de competência da Instituição. As tecnologias disponíveis estão listadas neste site.

    Filtro