BIPM publica resultados de projeto parceiro do Inmetro

O Bureau Internacional de Pesos e Medidas (BIPM) publicou em seu website os primeiros documentos resultantes do projeto de Capacity Building and Knowledge Transfer (CB&KT) em segurança dos alimentos. A iniciativa, do qual o Inmetro faz parte desde 2016, foi desenhada para permitir aos Institutos Nacionais de Metrologia (INM) trabalharem juntos para fortalecer a infraestrutura de metrologia para a análise de micotoxinas em alimentos.
 
“O projeto propicia aos INM capacidade de fornecer calibrantes, referências em matriz e materiais para ensaios de proficiência que deem suporte às medições de micotoxinas em seus países”, acrescentou Bruno Garrido, da Divisão de Metrologia Química e Térmica (Dimci/Dimqt), pesquisador que participa do programa desde o início.
 
Outros dois artigos sobre essa temática e que contaram com a participação do Laboratório de Análise Orgânica (Labor) foram aceitos recentemente para publicação no Journal of AOAC International. O periódico, publicado pela antiga Association of Official Analytical Chemists (AOAC), descreve avanços na área de análise de alimentos, especialmente aqueles com maior potencial para aplicação em métodos normalizados.
 
O primeiro trabalho, ‘The BIPM Mycotoxin Metrology Capacity Building and Knowledge Transfer Program: Accurate Characterization of a Pure Aflatoxin B1 Material to Avoid Calibration Errors, relata uma outra parte da participação do Inmetro no programa CB&KT do BIPM, utilizando a técnica de Ressonância Magnética Nuclear para a determinação de pureza da Aflatoxina B1, uma das micotoxinas mais prevalentes e de grande importância para vários alimentos.
 
Outra publicação, denominada ‘Challenges on Production of a Certified Reference Material of Ochratoxin A in Roasted Coffee: A Brazilian  Experience’ mostra a experiência do Labor no desenvolvimento de um material de referência da micotoxina no café, produto de grande importância para a economia brasileira.
 
Ainda como parte do projeto, o pesquisador Rodrigo Vivarelli Poggi Leal recebe treinamento no National Institute of Metrology (NIM), da China, para aperfeiçoar os conhecimentos em desenvolvimento de MRC de micotoxinas em matrizes alimentares – o instituto chinês arcou com todos os custos.