Inmetro: acordos internacionais de reconhecimento da área de acreditação são mantidos

Missão conjunta dos fóruns internacionais de acreditação mantém o reconhecimento da competência técnica do Instituto na área de acreditação de laboratórios, produtores de material de referência, provedores de ensaios de proficiência, organismos de certificação e organismos de inspeção.
 
Depois de cinco dias avaliando os processos e registros da atividade conduzida pela Coordenação Geral de acreditação (Cgcre) do Inmetro, a equipe de avaliação da Cooperação Interamericana de Acreditação (IAAC), recomendou a manutenção dos acordos de reconhecimento internacional do Instituto na área de Acreditação de laboratórios, organismos de certificação e inspeção, produtores de material de referência e provedores de ensaios de proficiência. Esses acordos internacionais foram obtidos no final dos anos 90 e início dos anos 2000 e são de grande relevância como suporte para que indústria brasileira tenha acesso a mercados globais.

“Essa confirmação da IAAC reflete a confiança e o reconhecimento da competência dos processos do Inmetro”, sublinhou Aldoney Costa, coordenador Geral de Acreditação do Inmetro. Para a condução desta atividade, a IAAC enviou uma equipe de nove avaliadores de vários países, como México, Estados Unidos, Argentina, Paraguai, Chile, Nicarágua e Colômbia.

Adicionalmente, a IAAC está sendo avaliada neste mesmo evento pela Cooperação Internacional de Acreditação de Laboratórios (ILAC), por um avaliador da África do Sul. O objetivo dessa etapa é a entrada da IAAC no acordo internacional de reconhecimento de Produtor de Material de Referência.
Após a entrada da IAAC neste acordo específico, todos os acreditadores da região poderão ter seus sistemas de acreditação reconhecidos internacionalmente para este escopo específico.

Cabe explicar que são dois níveis de avaliações. Em um deles, o Inmetro é avaliado pela cooperação regional IAAC que, por sua vez, é avaliada pela Cooperação Internacional ILAC. Ou seja, enquanto a ILAC analisa a atuação da IAAC nas avaliações dos organismos de acreditação das Américas, passa pelo mesmo processo para outras cooperações regionais, como por exemplo, a Cooperação Europeia (EA). “Desta forma, o Inmetro é reconhecido regional e internacionalmente”, completa Aldoney.