Novo modelo regulatório é apresentado na Firjan

O Novo Modelo Regulatório do Inmetro foi o tema de hoje da palestra promovida pelo Conselho de Economia da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), na Casa Firjan.  O encontro reuniu, em um auditório lotado, empresários de setores como o de construção, moda, alimentos, cosméticos e metal-mecânico. Sérgio Duarte, presidente do Conselho, elogiou a atuação do Instituto, convocando o setor produtivo do Rio a contribuir, com maior efetividade, da tomada de subsídios que será encerrada no próximo sábado, dia 7 de setembro. "Esta é uma nova regulação que acredita no empresariado e merece todo o nosso apoio", afirmou.

A presidente do Inmetro, Angela Flôres Furtado, ressaltou a importância do resgate da pujança da Indústria brasileira. "Acreditamos em um mercado mais aberto e acessível, que encoraja o empreendedorismo no país.", afirmou ela, enfatizando que esta é uma diretriz do Ministério da Economia, do qual o Inmetro faz parte. 

O diretor de Avaliação da Conformidade, Gustavo Kuster, ao apresentar o Novo Modelo Regulatório do Inmetro, chamou atenção para o fato de que o Brasil, em 2014, possuía 5,4 milhões de normas desde a Constituição de 1988. O objetivo, agora, é elevar a performance, tornando o país mais alinhado às melhores práticas internacionais.