Inmetro disponibiliza o primeiro material de referência de nanopartículas de ouro brasileiroLaboratórios de análise de materiais terão ainda mais confiança em medições de nanopartículas usadas em indústrias de cosméticos, alimentos, e farmacêutica, entre várias outras aplicações

 

Atendendo a uma necessidade da indústria, principalmente de cosméticos , alimentos (empacotamento e diagnóstico de alimentos) e farmacêutica, e buscando inovação dos produtos nanotecnológicos, o Inmetro disponibiliza, pela primeira vez no Brasil, o Material de Referência (MR) de nanopartículas de ouro suspensas em água. Com tamanho de aproximadamente 15 nanometros (nm), o que equivale a um bilionésimo de metro, os MR têm sua utilização destinada principalmente à avaliação da precisão de medição, sendo suficientemente homogêneos e estáveis com respeito a uma ou mais propriedades especificadas.

“O ouro é um material muito versátil em relação a suas aplicações na forma de nanopartículas devido as propriedades únicas químicas (estabilidade), físicas (ópticas, eletrônicas) e biológicas (antifúngicos e antimicrobianos), além de possibilitar de forma relativamente fácil e precisa o controle do tamanho das nanopartículas durante a síntese, por isso a escolha desse metal. É o primeiro MR de nanopartículas nesta dimensão, produzido no Brasil. Anteriormente, era necessário importar o material de referência para nanopartículas. Com isso, laboratórios que prestam os serviços de análise dimensional de nanopartículas para as indústrias de cosméticos, alimentos e farmacêutica, entre várias outras, terão ainda mais confiança em suas medições”, comentou Oleksii Kuznetsov, chefe da Divisão de Metrologia de Materiais do Inmetro.

Os laboratórios de análise de nanomateriais utilizam esse tipo de material para avaliar e qualificar as metodologias empregadas para caracterização dimensional de nanopartículas, bem como para verificar o desempenho de seus microscópios eletrônicos de transmissão (MET) e instrumentos de espalhamento de luz dinâmico (DLS). Essas avaliações e verificações desempenham um papel fundamental no desenvolvimento e no controle de qualidade de produtos inovadores com nanotecnologia embarcada.

Como muitos outros MR, este foi analisado por diversos laboratórios do Inmetro, resultando em caracterizações que vão além do tamanho.